Mapeamentos permitem criar atalhos de teclas para quase tudo. Tudo depende da criatividade do usuário e do quanto conhece o Vim, com eles podemos controlar ações com quaisquer teclas, mas antes temos que saber que para criar mapeamentos, precisamos conhecer a maneira de representar as teclas e combinações. Alguns exemplos:

tecla ....... tecla mapeada
<c-x> ....... Ctrl-x
<left> ...... seta para a esquerda
<right> ..... seta para a direita
<c-m-a> ..... Ctrl-Alt-a
<cr> ........ Enter
<Esc> ....... Escape
<leader> .... normalmente \
<bar> ....... | pipe
<cword> ..... palavra sob o cursor
<cfile> ..... arquivo sob o cursor
<cfile> ..... arquivo sob o cursor sem extensão
<sfile> ..... conteúdo do arquivo sob o cursor
<left> ...... salta um caractere para esquerda
<up> ........ equivale clicar em `seta acima'
<m-f4> ...... a tecla alt (m) mais a tecla f4
<c-f> ....... Ctrl-f
<bs> ........ backspace
<space> ..... espaço
<tab> ....... tab

No Vim podemos mapear uma tecla para o modo normal, realizando determinada operação e a mesma tecla pode desempenhar outra função qualquer em modo de inserção ou comando, veja:

" mostra o nome do arquivo com o caminho
map <F2> :echo expand("%:p")
" insere um texto qualquer
imap <F2> Nome de uma pessoa

A única diferença nos mapeamentos acima é que o mapeamento para modo de inserção começa com i, assim como para o modo “comando” : começa com c no caso cmap. O comando :echo pode ser abreviado assim: :ec.

Recarregando o arquivo de configuração

Cada alteração no arquivo de configuração do Vim só terá efeito na próxima vez que você abrir o Vim a menos que você coloque isto dentro do mesmo

" recarregar o vimrc
" Source the .vimrc or _vimrc file, depending on system
if &term == "win32" || "pcterm" || has("gui_win32")
map ,v :e $HOME/_vimrc<CR>
nmap <F12> :<C-u>source ~/_vimrc <BAR> echo "Vimrc recarregado!"<CR>
else
map ,v :e $HOME/.vimrc<CR>
nmap <F12> :<C-u>source ~/.vimrc <BAR> echo "Vimrc recarregado!"<CR>
endif

Agora basta pressionar <F12> em modo normal e as alterações passam a valer instantaneamente, e para chamar o vimrc basta usar.

,v

Os mapeamentos abaixo são úteis para quem escreve códigos HTML, permitem inserir caracteres reservados do HTML usando uma barra invertida para proteger os mesmos, o Vim substituirá os “barra alguma coisa” pelo caractere correspondente.

inoremap \&amp; &amp;amp;
inoremap \&lt; &amp;lt;
inoremap \&gt; &amp;gt;
inoremap \. &amp;middot;

O termo inoremap significa: em modo de inserção não remapear, ou seja ele mapeia o atalho e não permite que o mesmo seja remapeado, e o mapeamento só funciona em modo de inserção, isso significa que um atalho pode ser mapeado para diferentes modos de operação.\

Veja este outro mapeamento:

map <F11> <Esc>:set nu!<cr>

Permite habilitar ou desabilitar números de linha do arquivo corrente. A exclamação ao final torna o comando booleano, ou seja, se a numeração estiver ativa será desabilitada, caso contrário será ativada. O <cr> ao final representa um Enter.

Limpando o “registrador” de buscas

A cada busca, se a opção ‘hls’ estiver habilitada o Vim faz um destaque colorido, para desabilitar esta opção pode-se criar um mapeamento qualquer, no caso abaixo usando a combinação de teclas <S-F11>.

nno <S-F11> <Esc>:let @/=""<CR>

É um mapeamento para o modo normal que faz com que a combinação de teclas Shift-F11 limpe o “registrador” de buscas

Destacar palavra sob o cursor

nmap <s-f> :let @/=">"<CR>

O atalho acima s-f corresponde a Shift-f.

Contar ocorrências de uma palavra

" contagem de ocorrências de uma palavra (case insensitive)
" busca somente ocorrências exatas
nmap <F4> <esc>mz:%s/\c\<\(<c-r>=expand("<cword>")<cr>\)\>//gn<cr>`z
" busca parcial, ou seja acha palavra como parte de outra
nmap <s-F4> <esc>mz:%s/\c\(<c-r>=expand("<cword>")<cr>\)//gn<cr>`z

Remover linhas em branco duplicadas

map ,d <Esc>:%s/\(^\n\{2,}\)/\r/g<cr>

No mapeamento acima estamos associando o atalho:

,d

… à ação desejada, fazer com que linhas em branco sucessivas sejam substituídas por uma só linha em branco, vejamos como funciona:

map ......... mapear
,d .......... atalho que quermos
<Esc> ....... se estive em modo de inserção sai
: ........... em modo de comando
% ........... em todo o arquivo
s ........... substitua
\n .......... quebra de linha
{2,} ........ duas ou mais vezes
\r .......... trocado por \r Enter
g ........... globalmente
<cr> ........ confirmação do comando

As barras invertidas podem não ser usadas se o seu Vim estiver com a opção magic habilitada

:set magic

Por acaso este é um padrão portanto tente usar assim pra ver se funciona

map ,d :%s/\n{2,}/\r/g<cr>

Mapeamento para Calcular Expressões

Os mapeamentos abaixo exibem o resultado das quatro operações básicas (soma, subtração, multiplicação e divisão). O primeiro para o modo normal no qual posiciona-se o cursor no primeiro caractere da expressão tipo 5\9 e em seguida pressiona-se “Shift-F1”, o segundo para o modo insert em que, após digitada a expressão pressiona-se o mesmo atalho.

" calculadora
map <s-f1> <esc>0"myEA=<c-r>=<c-r>m<enter><esc>
imap <s-f1> <space><esc>"myBEa=<c-r>=<c-r>m<enter><del>

Para efetuar cálculos com maior precisão e também resolver problemas como potências raízes, logaritmos pode-se mapear comandos externos, como a biblioteca matemática da linguagem de programação Python. Neste link há um manual que ensina a realizar este procedimento, ou acesse o capítulo Uma calculadora diferente.

Mapeamentos globais

Podemos fazer mapeamentos globais ou que funcionam em apenas um modo:

map - funciona em qualquer modo
nmap - apenas no modo Normal
imap - apenas no modo de Inserção

Mover linhas com Ctrl-⬇ ou Ctrl-⬆

" tem que estar em modo normal!
nmap <C-Down> ddp
nmap <C-Up> ddkP

Salvando com uma tecla de função:

" salva com F9
nmap <F9> :w<cr>
" F10 - sai do Vim
nmap <F10> <Esc>:q<cr>

Convertendo as iniciais de um documento para maiúsculas

" MinusculasMaiusculas: converte a primeira letra de cada
" frase para MAIÚSCULAS
nmap ,mm :%s/\C\([.!?][])"']*\($\|[ ]\)\_s*\)\(\l\)/\1\U\3/g<CR>
" Caso queira confirmação coloque uma letra ``c'' no final da
" linha acima:
" (...) \3/gc<CR>